segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Vital Engenharia transforma Juiz de Fora em Aterro Sanitário da região


Todo o lixo produzido em algumas cidades da região está sendo trazido para Juiz de Fora e despejado no Aterro Sanitário de Dias Tavares, inaugurado em abril de 2010 na Fazenda Barbeiro, na zona norte. A responsável por esse crime contra Juiz de Fora, é a Vital Engenharia Ambiental, empresa do poderoso grupo Queiroz Galvão. Com isso a cidade está sofrendo prejuízos ambientais e financeiros. Outro problema sério é o lixo hospitalar, recolhido pela empresa, segundo fontes ouvidas pela coluna, esse lixo é enterrado no Aterro Sanitário, sem qualquer tratamento, no local não há autoclave ou incinerador. A Vital recebe por dia, 5 toneladas de lixo hospitalar. Segundo normas contratuais o Aterro Sanitário de Dias Tavares não pode receber lixo de outros municípios. Entre as empresas de fora que vem enviando regularmente seu lixo para o aterro estão a Cervejaria Petrópolis, dona da cerveja Itaipava, a União Recicláveis Rio Novo e a Usina Brasileira Carbureto de Cálcio. Juiz de Fora também recebe o lixo das Prefeituras de Barbacena, Rio Novo, Goianá, Santos Dumont, Desterro do Melo e Matias Barbosa. Todos, prefeituras e empresas, são classificadas no site do Demlurb como “grandes geradores de lixo”. A “Nova Juiz de Fora" foi literalmente, afogada no lixo.

3 comentários:

Lilian Gonçalves disse...

A questão que acredito que deva ser analisada está muito mais ligada a fatores ambientais que contratuais... Qual custo e benefício dessa "importação" de lixo para JF? é indicado o transporte de lixo em rodovias? Lembrando ai que recebemos lixo de uma usina de Carbureto de Calcio... mas essa questão do lixo é interessante pois 'importamos o lixo dito comum" e 'exportamos resíduos de saúde"... para algumas dessas localidades citadas no artigo. O tema se torna ainda mais interessante quando vamos avaliar as questões ambientais da cidade ( abrangendo lixo, reservas, projetos ambientais propriamente ditos, construções, etc) acaba sempre em "duas únicas mãos": Queiroz Galvão e Camargo e Correia.. sedutor isso não? Isso serve desde destino de lixo até tratamento dos mesmos como a termelétrica que vão construir no aterro na cidade... Como costumo a dizer, Jf está manchada, marcada, registrada e preparada pela máfia do lixo... e ai nao entra atores sociais e políticos individualmente, entra uma cultura do aplaude e senta.oeha

Edy disse...

A responsável por isso é a Prefeitura! Que além de ser paga para receber o lixo alega que só permite isso porque não tem a capacidade de arcar sozinha com o custo de R$600.000,00 que têm de ser pagos mensalmente à Vital Engenharia!
Acho um absurdo, uma vez que TODOS nós pagamos impostos absurdos, onde o valor em reais destinados a tratamentos de resíduos supera em muito o valor cobrado pela Queiroz Galvão.
Acredito que sim, a empresa em questão cobra valores abusivos, mas e a Prefeitura? Ela é a maior responsável pelo enorme número de lixo recebido diariamente no aterro.

Edy disse...

A responsável por isso é a Prefeitura! Que além de ser paga para receber o lixo alega que só permite isso porque não tem a capacidade de arcar sozinha com o custo de R$600.000,00 que têm de ser pagos mensalmente à Vital Engenharia!
Acho um absurdo, uma vez que TODOS nós pagamos impostos absurdos, onde o valor em reais destinados a tratamentos de resíduos supera em muito o valor cobrado pela Queiroz Galvão.
Acredito que sim, a empresa em questão cobra valores abusivos, mas e a Prefeitura? Ela é a maior responsável pelo enorme número de lixo recebido diariamente no aterro.